Bateria descarregada… e Agora?

Bateria descarregada... e Agora?

Manutenção | Por: | 9 mar 2016 | 1 comentário

Carro sem bateria... e agora? A maioria das pessoas logo opta em fazer a ligação paralela que é a famosa "chupeta". Embora esta manobra seja tratada como algo simples, já adianto que ela não é recomendada pelas montadoras, pois pode provocar sérios danos não só ao carro que sofreu a descarga, mas ao que está sendo usado como auxílio.

A comumente utilizada "chupeta" pode desestabilizar o sistema elétrico, causando a queima de sensores e módulos eletrônicos. E não é só isso, a carga cria um curto circuito que pode causar a explosão da bateria e, consequentemente, incendiar o motor.

Quando fazer?

A bateria acaba, geralmente, quando você esquece alguns itens ligados, como: faróis, lanternas, rádio, luz interna, módulos de potência, enfim, qualquer sistema que consuma carga da bateria a ponto de deixar a tensão tão baixa que não possibilita sequer a partida no motor.

Como Fazer?

Basta ter em mãos o cabo apropriado - este cabo possui pontas com "garras" conhecidas como BOCA DE JACARÉ - e aproximar os carros de forma que as baterias estejam ao alcance dos cabos.

IMPORTANTE! Antes de virar a chave, certifique-se de que todos os componentes elétricos do carro estão desligados: lanternas, faróis, rádio, luz interna e etc...

Agora que os dois carros estão frente a frente, conecte os cabos, iniciando pelo cabo PRETO (polo NEGATIVO (-)), que deve ser ligado nas respectivas indicações. Em seguida, o cabo VERMELHO (polo POSITIVO (+)).

Feito isso, dê a partida no carro e aguarde 3 minutos até que possa fazer da mesma forma no carro que está com a bateria sem carga suficiente.

Assim que o carro ligar, remova imediatamente o cabo PRETO (-), tomando cuidado para que não acha nenhum contato entre os cabos. Na sequência, retire o cabo VERMELHO (+). Pronto!

ATENÇÃO: Não utilize cabos de fiação normal que não sejam próprios para este fim. Não coloque sua vida em risco! 

E se não der certo, o que fazer?

Podemos considerar que a vida útil de uma bateria é de 2 a 3 anos, dependendo da intensidade em que é usada. Caso a bateria seja nova e mesmo assim apresente este quadro de não funcionamento, é aconselhável a avaliação de um profissional de Auto Elétrica ou da Concessionária para verificar os seguintes itens:

1- Se o alternador está carregando de forma correta.

Este procedimento é feito com o carro ligado, para um funcionamento correto ele deve estar em 13,0 a 14,5 V.

2- Se há alguma fuga de corrente.

Neste caso, é diagnosticado ao observar se algum equipamento eletrônico do carro permanece ligado mesmo quando o carro está desligado.

A Bateria é, definitivamente, um dos itens de maior importância e que exige cuidados preventivos.

Lembre-se que o descuido com a saúde do seu carro pode lhe trazer grandes transtornos, podendo te deixar "na mão" em momentos importantes ou até mesmo colocando sua vida e de sua família em risco.

Quer saber como você pode trocar de carro sem perder dinheiro?

Cadastre seu e-mail e assista a um vídeo que mostra o passo a passo

COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO


Sobre o Autor


Foto Autor

João Paulo Machado

João Paulo é um apaixonado por carros, com anos de experiência neste ramo, comunicador, especialista em negociação e vem ajudando pessoas a trocar de carro sem perder dinheiro. [Saiba mais]

Paginação entre posts

Posts Relacionados


Não há posts relacionados.

Comentários


  1. Luck
    21/11/2016 às 6:21 am

    Too many coiptmmenls too little space, thanks!

Deixe o seu comentário